Voltar às Manchetes                                                                                                   Clique na foto e veja a cidade de vários ângulos

 

PROCESSO ELEITORAL

 

Estudantes do Colégio São José exercem sua cidadania e praticam a democracia

Eleições do Grêmio Estudantil movimentam a Escola

Durante todo o mês de abril, os estudantes do Colégio São José, de 5ª à 8ª série do Ensino Fundamental e de 1ª à 3ª ano do Ensino Médio, se envolveram intensamente em atividades como palestras, debates, planejamento de plataforma e estratégias de campanhas com o objetivo de eleger os seus representantes para o Grêmio Estudantil da Escola. Esta é uma atividade que o Colégio incentiva porque o jovem, na busca de sua identidade adulta, necessita vivenciar o verdadeiro sentido da atividade política, na acepção real da expressão, uma vez que é pela participação que ele compreende a realidade que o cerca e ao exercitar a democracia, contribui para a transformação da sociedade. O Grêmio Estudantil é um órgão de representação, organização e mobilização dos estudantes e é um espaço de exercício da cidadania.

As quatro chapas que disputaram pelo Ensino Fundamental - Ação, Atitude, Diferença e Evolução - tiveram oportunidade de mostrar seus objetivos e seus panos através de plenárias, panfletagem e propaganda. A eleição foi para segundo turno e apontou como ganhadora a chapa Ação, que tem como presidente Débora Mikulski, da Turma 81, e como vice-presidente, Michele Pavan, da Turma 71.

No Ensino Médio, os candidatos passaram nas turmas esclarecendo suas objetivos e os projetos que pretendiam desenvolver caso eleitos através de discursos calorosos. A eleição confirmou como presidente a estudante Gabriela Fahl e como vice-presidente Rodrigo Santolin, ambos do 2º ano.

Entre as atividades de um Grêmio Estudantil estão conscientizar os estudantes no sentido de preservar seus direitos como pessoas; possibilitar aos estudantes oportunidade de conhecer e acompanhar os movimentos sociais em favor da vida e da cidadania, trazendo para a escola esta realidade; organizar palestras, debates e seminários sobre questões atuais e de interesse dos estudantes; promover competições esportivas, viagens de estudos; concursos literários, peças teatrais, exposições de desenhos, pinturas, esculturas e artesanato; elaborar a organização dos eventos anuais da escola, como festas juninas, promoções cívicas etc.

DIREITO É GARANTIDO POR LEI
A lei federal nº 7.398, de 1985, garante a organização de grêmios estudantis como entidades autônomas para representar os estudantes em qualquer escola pública ou particular do país.

Artigo 1º - Aos estudantes dos estabelecimentos de ensino de 1º e 2º graus fica assegurada a organização de grêmios estudantis como entidades autônomas representativas dos interesses dos estudantes secundaristas, com finalidades educacionais, culturais, cívicas, desportivas e sociais.

Inciso 2º - A organização, o funcionamento e as atividades dos grêmios serão estabelecidos nos seus estatutos, aprovados em assembléia geral do corpo discente de cada estabelecimento de ensino convocada para este fim.

Inciso 3º - A aprovação dos estatutos e a escolha dos dirigentes e dos representantes do grêmio estudantil serão realizados pelo voto direto e secreto de cada estudante, observando-se, no que couber, as normas da legislação eleitoral.

   

 

08.05.2004

_______________________________ 
Fonte: CopyDesk
 Assessoria de Comunicação

 

 

 

Design by Meirelles & Piccoli Publicidade - Fone (54) 321-6226


Copyright© 2004 - Meirelles & Piccoli Corp.
Todos os direitos reservados (All Rights Reserved)