Voltar às Manchetes                                                                                                   Clique na foto e veja a cidade de vários ângulos

 

HOSPINORTE

 

Hospitais filantrópicos lançam campanha para que usuários do SUS defendam a adequada remuneração dos serviços recebidos

Mobilização tem como objetivo a sobrevivência das instituições de saúde de todo o Estado

A Associação dos Hospitais e Estabelecimentos de Saúde da região Norte do Estado do RS - a Hospinorte -, a Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos do RS, o Sindicato dos Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do RS e associações regionais de hospitais decidiram, em conjunto, organizar um movimento em defesa da sobrevivência dos hospitais. 

O objetivo é conclamar o usuário do SUS a defender a adequada remuneração aos hospitais, pelo atendimento recebido. 

A mobilização está agendada para se realizar no dia 9 de agosto, em frente à Assembléia Legislativa do RS, e o slogan da campanha é: 

SUS - DEFENDA O SEU PLANO DE SAÚDE - EXIJA O CUSTEIO ADEQUADO PELOS SERVIÇOS QUE VOCÊ RECEBE.

De acordo com o presidente da Hospinorte, Claudiomiro Carus, que esteve presente na Assembléia Extraordinária realizada em Porto Alegre pela Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos do RS em conjunto com o Sindicato dos Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do RS e em seguida se reuniu com os estabelecimentos da região, este movimento é um marco histórico na luta pela sobrevivência dos hospitais. "Há uma dificuldade generalizada de manutenção das atividades de atendimento à população dos usuários do Sistema Único de Saúde - SUS -, pelos hospitais de todo o Estado, principalmente pela insuficiência dos valores de remuneração dos procedimentos, com relação a seus custos", explicou Carus.

Conforme dados colocados levantados, no Estado do RS o segmento filantrópico responde por mais de 65% da capacidade instalada de leitos do SUS, ou seja, dos 3.592 leitos do Estado 20.378 são filantrópicos; esta realidade é distinta dos demais estados do país, onde, em média, o segmento representa 38%, disto se conclui que no RS as instituições hospitalares filantrópicas são imprescindíveis.

Segundo o presidente da Hospinorte e administrador o Hospital dce Caridade de Erechim, ao todo são 239 hospitais localizados em 229 municípios do RS. Juntos empregam 55 mil pessoas e realizam 500.000 internações/ano pelo SUS (70% do Estado). De acordo com informações obtidas, a relação destes hospitais com o SUS é de complementaridade à rede pública, tendo preferência em contratos/convênios, a base legal desta relação é a lei 8.080/90, artigo 24 e seguintes. Nesta lei, dois princípios básicos estão estabelecidos, a saber: garantia do equilíbrio econômico e financeiro nas relações obrigacionais, e o aporte suficiente de recursos que garantam a qualidade dos serviços prestados. 

As constatações são que apesar desta disposição legal, a realidade prática de contra prestação é outra: existe um endividamento total do segmento ocasionando dificuldades importantíssimas na manutenção das atividades fins das instituições de saúde.

 Claudiomiro Carus - presidente da Hospinorte

 

24.07.04

_______________________________ 
Fonte: CopyDesk
 Assessoria de Comunicação

 

 

 

Design by Meirelles & Piccoli Publicidade - Fone (54) 321-6226


Copyright© 2004 - Meirelles & Piccoli Corp.
Todos os direitos reservados (All Rights Reserved)