Voltar às Manchetes                                                                                                   Clique na foto e veja a cidade de vários ângulos

 

 

NUTRIÇÃO


Crianças da ASSAMI participam de projeto da URI e recebem alimento enriquecido com ferro

Proposta é reduzir a anemia ferropriva

Desde o ano passado, uma parceria entre a Associação de Amparo à Maternidade e Infância - ASSSAMI - e a URI - Campus de Erechim, através dos cursos de Farmácia e Engenharia de Alimentos, tem proporcionado que crianças da Creche Mãezinha do Céu e do Núcleo de Desenvolvimento Social da Família, entidades localizadas no Bairro Progresso, recebam um suplemento alimentar para evitar anemias ferroprivas - deficiência de ferro no organismo. Foi um trabalho experimental, do Projeto Institucional de Iniciação Científica - PIIC - da URI - Campus de Erechim, que, a partir de agora, devido à amplitude e importância da ação passa a integrar três projetos da Universidade: de Pesquisa, de Extensão e de Extensão Social. Além das crianças da ASSAMI, fazem parte, também, as da Obra Santa Marta e do PETI.

De acordo com o coordenador da Faculdade de Farmácia, Carlos Alberto Brandão, o objetivo deste trabalho é elevar o patamar de hemáceas no organismo das crianças através de um suplemento alimentar enriquecido com ferro. Durante o ano passado as crianças recebiam, diariamente, uma bolacha de 11 g enriquecida com ferro, preparada nos laboratórios do Curso de Engenharia de Alimentos da URI. A partir do início deste ano, o projeto adotou o leite como o alimento para adicionar o ferro.

O projeto iniciou com a coleta de sangue de todas as crianças para realização de um hemograma completo para acompanhamento de cada caso, assim como exames de fezes para verificar a manifestação de verminose. Após um período de ingestão do alimento foi realizado outro exame de sangue que constatou elevação nos índices de ferro das crianças, assim como as crianças que foram tratadas para a verminose realizaram outras amostras.

No último sábado, o professor Brandão e sua equipe, a presidente da ASSAMI, Ivonne Tagliari Opitz, e representantes da Secretaria Municipal de Cidadania e Promoção Social realizaram uma reunião com as famílias das crianças que estão participando da segunda fase do projeto que consiste na ingestão do leite enriquecido. Neste evento foram dadas todas as explicações de como se desenvolveu o projeto e os resultados obtidos e orientação de cuidados com as crianças de alimentação e higiene. As famílias também foram informadas sobre o progresso de seus filhos. 

Os que tinham níveis muito baixos, abaixo de 11 (considerado limite), na sua grande maioria alcançaram índices superiores a 11, alguns já concentrando uma boa reserva de ferro. No início de agosto todas as crianças que participaram desta fase do projeto estarão realizando, novamente, exames se sangue, para acompanhamento. Neste dia, elas também irão tomar uma dose de remédio para verminose.

Conforme explicou o Professor Brandão, a partir de agora, novas crianças irão se somar ao projeto, como os mais de 800 alunos da Escola Municipal Caras Pintadas, e novas crianças das entidades parceiras. Segundo ele, os que estão no projeto hoje também continuarão recebendo acompanhamento. Também irá se somar ao projeto a participação de uma pedagoga que irá acompanhar o rendimento escolar das crianças.

Professor Brandão e Ivonne Opitz comandaram a reunião, acompanhados sa universitárias que atuam no projeto

 

Encontro reuniu famílias das crianças que participam do projeto

 

24.07.04

_______________________________ 
Fonte: CopyDesk
 Assessoria de Comunicação

 

 

 

Design by Meirelles & Piccoli Publicidade - Fone (54) 321-6226


Copyright© 2004 - Meirelles & Piccoli Corp.
Todos os direitos reservados (All Rights Reserved)