Para anunciar nesta página, clique aqui!

 

 

Voltar às Manchetes                                                                                                   Clique na foto e veja a cidade de vários ângulos

 

   

URI – CAMPUS DE ERECHIM

 

 

Intervenção Terapêutica no desenvolvimento de bebês prematuros

Este foi o tema da palestra com a Fisioterapeuta Lucila Schobert, que fez parte da programação da Semana Acadêmica de Fisioterapia da URI-Campus de Erechim. 

Lucila falou, na última quinta-feira, dia 21, dos resultados conhecidos sobre a intervenção terapêutica em recém-nascidos ainda nas UTIs dos hospitais.

Segundo a Fisioterapeuta, um dos métodos mais indicados na atualidade é o Canguru. 

A técnica consiste em colocar o bebê, três a quatro vezes por dia, em cima da barriga da mãe, numa posição próxima ao seio. 

De acordo com a palestrante, esta posição facilita a amamentação, pois a criança sente-se estimulada a procurar o alimento, além de contribuir para manter estável a temperatura do corpo do bebê. 

A técnica que surgiu na Colômbia por falta de incubadoras nos hospitais, hoje é uma das mais utilizadas no mundo.

Segundo a palestrante “Já que não é possível mudar o contexto de vida do bebê, deve ser modificado o ambiente em que ele vive, estimulando-o para que seja capaz de executar suas tarefas essenciais como, alimentar-se, movimentar e manter seu corpinho aquecido”.

 


Exercícios asseguram gravidez com saúde

Para a fisioterapeuta Lizandra Carrilho, exercícios especiais trazem grandes benefícios às gestantes. 

Ao falar sobre a fisioterapia na gestação, Lizandra afirmou que estas atividades previnem o peso, dão força muscular, contribuem para o trabalho de parto com recuperação rápida, melhoram a circulação, além de provocar um bem estar físico e mental evitando a depressão pós-parto.

Salientou que todos estes exercícios devem ser bem orientados. 

Existem mulheres que não podem realizar algumas atividades, pois possuem doença cardíaca, hipertensão ou outros problemas de saúde.

 

Fisioterapia como instrumento para melhorar a qualidade de vida dos idosos

Esta foi a palestra que abriu o segundo dia Semana Acadêmica de Fisioterapia da URI – Campus de Erechim. 

A Fisioterapeuta Patrícia Vianna da Rosa falou dos serviços que podem ser prestados para melhorar a saúde e a aumentar a longevidade entre as pessoas de mais idade. 

Segundo ela a idade é um marco temporal estabelecido pela sociedade e que não deve influenciar a qualidade de vida do ser humano. 

Para ela “O papel do Fisioterapeuta é trabalhar com o idoso de forma a estimular a independência funcional, prevenir, através de exercícios, acidentes e traumatismos, manter sua destreza manual e mental, além de evitar que ele fique isolado da sociedade”.

 “O que buscamos com a intervenção da fisioterapia é qualidade de vida nos anos vividos” (Patrícia Vianna da Rosa, Fisioterapeuta)

 

 

A importância da Fisioterapia na Cirurgia Bariátrica

A Fisioterapeuta Edina Coelho falou da importância do profissional de fisioterapia no pré-operatório e no pós-operatório em uma cirurgia bariátrica. Ela explicou os tipos de cirurgias existentes para a redução da obesidade mórbida. Segundo Edina o recurso cirúrgico só utilizado quando todos os recursos de medicamentos, dietas e acompanhamento psicológico foram esgotados.

De acordo com a Fisioterapeuta, os fatores de risco da obesidade mórbida são: genético (pais obesos), ambiente familiar, comer compulsivamente, metabolismo lento, fatores culturais, nível educacional, social e econômico e sedentarismo.

 “A cirurgia Bariátrica só deve ser usada como último recurso para acabar com a obesidade mórbida”, diz Edina Coelho

 

Fisioterapia do Trabalho

A palestrante Cristiane Nonemacher falou do trabalho de profissionais de fisioterapia junto as grandes empresas “Com o crescimento das empresas e a complexidade de tarefas, o fisioterapeuta deve abordar em seu trabalho fatores como ergonomia, biomecânica, exercícios laborais e recursos terapêuticos, atendendo as queixas ou desconfortos físicos de funcionários”.

Segundo a fisioterapeuta, o propósito da fisioterapia é melhorar a qualidade de vida do trabalhador através de treinamentos e de trabalhos de prevenção, promoção e resgate da saúde.

 “O fisioterapeuta tem o dever de avaliar , previnir e tratar distúrbios de lesões decorrentes das atividades no trabalho”, diz a profissional Cristiane Nonemacher

 

Avaliação

Segundo a coordenadora do curso de Fisioterapia, Míriam Vilk Wisnievski, a atuação deste profissional nas diferentes fases de desenvolvimento humano reflete a visão do acadêmico da URI-Campus de Erechim que visualiza a atuação de sua futura profissão em benefício do ser humano em sua totalidade.

Frente a um universo de temas, a comissão organizadora, em consonância com seus colegas do 4º semestre, estruturaram o evento contemplando a atuação da fisioterapia a partir da gestação até a idade senil.

Foto: Alexandra Bitencourt

22.10.2004

_______________________________ 

(Fonte: Alexandra Bitencourt Assessoria de Comunicação e Eventos da URI - Campus de Erechim)

 

 

 

Design by Meirelles & Piccoli Publicidade - Fone (54) 321-6226


Copyright© 2004 - Meirelles & Piccoli Corp.
Todos os direitos reservados (All Rights Reserved)