Para anunciar nesta página, clique aqui!

 

 

 

Voltar às Manchetes                                                                                                  

 

 

 

Clique na foto e veja a cidade de vários ângulos

Reconhecimento

 

ASSAMI está concorrendo ao V Prêmio USP de Direitos Humanos 2004

Indicação foi feita pelo jurista e professor da USP Dalmo Dalari para o Programa Viva em Paz

A Associação de Amparo à Maternidade e Infância - Assami - recebeu, esta semana, correspondência da presidente da Comissão de Direitos Humanos da Universidade de São Paulo - USP -, professora Dra. Maria Luiza Marcílio, informando que recebeu a inscrição da Assami na Categoria Institucional, ao V Prêmio USP de Direitos Humanos - 2004. A indicação foi do jurista e professor da USP, Dalmo Dalari, que elegeu o Programa Viva em Paz para inscrever no concurso. Segundo o texto, a inscrição foi aceita, está confirmada e, oportunamente, serão informados os resultados da Comissão Julgadora.

O Prêmio USP de Direitos Humanos visa identificar e distinguir instituições que, por suas atividades exemplares, tenham contribuído significativamente para a difusão, disseminação e divulgação dos Direitos Humanos no Brasil. Ele consiste em Troféu e Diploma, que é distribuído em duas modalidades: Prêmio Individual destinado a pessoa que se destaca por pesquisa e ou ações concretas desenvolvidas na defesa ou na promoção dos Direitos Humanos, e Prêmio Institucional, que é uma distinção a pessoas jurídicas, de direito civil ou de direito público, ou ainda grupo de pessoas que tenham realizado ou estejam desenvolvendo pesquisas ou atividades para a difusão e promoção dos Direitos Humanos. A Comissão Organizadora é constituída pela Comissão de Direitos Humanos da Universidade de São Paulo e a Comissão Julgadora será formada por três membros indicados pelo Magnífico Reitor da USP.

Segundo a presidente da AssamiI, a professora Ivonne Opitz, somente o fato da indicação da Entidade e a aceitação da inscrição já são motivos de muito orgulho para toda a diretoria, colaboradores e voluntários da Assami. Ela destaca, ainda, a importância da indicação por uma pessoa de renome nacional e internacional, tanto na área do Direito como pelas suas ações em defesa da paz e dos direitos humanos, o jurista Dalmo Dalari, que é coordenador da Cátedra Unesco/USP de Direitos Humanos e já viajou pelo mundo em missões de paz.

Ivonne Opitz lembra que Dalmo Dalari esteve em Erechim, em 2002, participando como um dos conferencistas do I Fórum da Paz da Cidade de Erechim, realizado durante a Semana da Paz - 14 a 20 de outubro -. Dalari se mostrou, na ocasião, entusiasmado com o desenvolvimento do Programa Viva em Paz, tanto que em outubro daquele ano levou o projeto ao conhecimento da Unesco, um organismo da ONU, o que resultou no apoio institucional dessa Organização ao Programa. 

De acordo com Dalmo Dalari, o Programa Viva em Paz é uma contribuição de Erechim e da Assami para a paz da humanidade e merece ser divulgada como uma ação concreta e positiva de como fazer a educação para a paz. No Fórum da Paz do ano passado, Dalari havia confirmado sua participação, mas, impossibilitado de comparecer por questões profissionais, indicou a professora Dra. Dina Lida Kinoshita, membro do Conselho da Cátedra UNESCO de Educação para a Paz, Direitos Humanos, Democracia e Tolerância, instituída junto ao Instituto de Estudos Avançados da USP.

O Programa Viva em Paz foi lançado pela Assami em abril de 2002, com a presença da presidente da Organização Mundial da Família, Dra. Deise Kusztra. 

A concepção e a elaboração do projeto do Viva em Paz são de autoria da jornalista Maria Lúcia Carraro Smaniotto, que divide, com o administrador Luiz Fernando Opitz, a coordenação geral do Programa que tem um prazo de desenvolvimento não inferior a 10 anos.

12.11.2004

_______________________________ 

(Fonte: CopyDesk - Assessoria de Comunicação)

 

Voltar às Manchetes

 

 

Design by Meirelles & Piccoli Publicidade - Fone (54) 321-6226


Copyright© 2004 - Meirelles & Piccoli Corp.
Todos os direitos reservados (All Rights Reserved)